* O que é Iridologia Biomolecular?

É uma ciência, uma ferramenta de análise que monitora o tratamento, indicando se está adequado e quais os ajustes para um melhor resultado da terapia. Estuda sinais fundamentais e novos sinais da íris, correlacionando o teste metabólico sanguíneo, através de análise celular in vivo e in vitro, para se avaliar de forma indireta os radicais livres e detectar as espécies tóxicas oxigênio-reativas; o mineralograma capilar e outras análises clínicas, rastreando e medindo desordens em sistemas e órgãos, principalmente o nível de intoxicação do trato gastrointestinal antes e depois de um tratamento de limpeza. Também observa sinais na íris de intoxicação passiva ou ativa por metais pesados e deficiências meneralógicas e vitamínicas. A conexão de informações semiológicas da íris e da gota de sangue coagulado nos indica a eficiência e velocidade metabólica, o grau de absorção de nutrientes e o nível da saúde celular dos tecidos.


* Isso significa um mapeamento da saúde?
A Iridologia permite documentar sinais mais relevantes e traçar um paralelo com a documentação clínica laboratorial, essa relação íris/gota de sangue enriqueceu o trabalho de pesquisa e abriu um novo campo de possibilidades para se obter um mapa da saúde mais próximo da realidade individual.


* A Iridologia por si não revela essa realidade?
Veja bem. Uma questão que sempre me intrigou é a de que a nutrição sendo a base da medicina naturopática, promovia a recuperação de um paciente e de outro não. A partir de uma avaliação iridológica, chega-se a determinadas conclusões. Eu tive a oportunidade de me deparar com muitos casos em que a análise da íris era excelente, com vários pontos de checagem e confirmação e o tratamento dava errado.


* E de onde nasceu essa correlação com a gota de sangue?
Tomei contato com os trabalhos e pesquisas do Dr. Peter D’Adamo que em síntese determinam que o tipo sanguíneo é a chave que abre a porta para os mistérios da saúde, da doença, longevidade, vigor físico e força emocional. Através dele determina-se a suscetibilidade a doenças, que alimentos e exercícios são mais adequados e mostra como trabalha nosso nível de energia, a eficiência com que queimamos calorias, nossa reação emocional ao estresse e mesmo como funciona nossa personalidade.


* Daí nasce a Iridologia Biomolecular?
Através de pesquisas começamos a constatar que o tipo sanguíneo é uma impressão digital celular e a gota de sangue analisada ao microscópio revelava íntima similaridade com a morfologia da íris. Em seguida desenvolvemos a metodologia que permite determinar a conexão de riscos de saúde em cada tipo sanguíneo na relação da topografia iridal, mais do que isso, buscamos todos os sistemas e órgãos relacionados na íris, para cada tipo de sangue. Minha surpresa com as observações alcançadas, me conduziram ao desenvolvimento de extensa documentação clinico-iridológica e análise de biomoléculas abrangendo mineralograma capilar e a observação de lectinas tóxicas hemo-aglutinantes na relação produção de energia.


* Qual o resultado mais surpreendente alcançado?
O trabalho de estudo das correlações íris/tipo sanguíneo, me conduziram à análise da íris hipo estomacal X tipo sanguíneo A e íris hiper estomacal X tipo sanguíneo O; na medida em que aumentei minha compreensão dessas relações, pude fazer os ajustes na dieta e constatar mudanças na produção de energia em cada caso. Esse aliás é o tema da tese que será apresentada no Congresso, que trata do Sistema ABO* de uma forma mais completa e mais profunda.


* A Iridologia Biomolecular pode resolver qualquer distúrbios de saúde?
Não podemos afirmar que todos os sinais de alteração da saúde apareçam na íris, mas podemos através da continuidade dos estudos de correlação, apresentar uma análise iridológica mais compatível com a realidade do paciente.


* O trabalho então é personalizado?
Dentro desse foco podemos tratar cada caso de forma absolutamente individual e exclusiva. O plano de tipo sanguíneo permite ajustar a informação sobre saúde e nutrição ao perfil biológico exato e a iridologia indica o terreno estrutural, se forte ou fraco, e os riscos do tipo sanguíneo que poderiam influenciar a potencialização de sintomas com agravamentos mais rápidos de patologias se instalando.


* Existe alguma pesquisa em andamento?
Estamos pesquisando as debilidades e o grau de intoxicação do trato gastro-intestinal, a sub-atividade e a hiperatividade de sistemas e órgãos, e o nível de stress através dos anéis nervosos, na conexão lectina-tóxica para cada tipo de sangue no sentido de darmos mais um passo na abrangência da análise e estratégia terapêuticas.


* Professor Adalton, queremos agradecer a sua participação.
Para mim é um grande privilégio poder oferecer as pessoas, meios, através dos quais se possa alcançar um estado de saúde plena.
Desejo de Coração, a Todos Saúde Vibrante! Muito obrigado.

 
 

Adalton Vilhena Stracci
Naturopathic